Exame Diagnóstico COVID-19

RT-PCR | Sorologia

Coleta Domiciliar

Faça o seu Agendamento

RT-PCR | Solorogia

4007-2365

Locais de Atendimento

Niterói | Rio de Janeiro (Centro, Zona Sul e Zona Oeste)

Consulte o seu resultado

Informe o código da amostra e o CPF do doador.

FAQ

Não. Este teste detecta a presença do vírus e não dos anticorpos.
Se a pessoa já teve o COVID-19 e não está mais com o vírus, este teste não é capaz de detectar.
Entretanto, este teste permite identificar além da presença do vírus, a capacidade do indivíduo em transmitir a doença para outras pessoas.

O RT-PCR detecta o material genético e, sendo assim, pode ser detectado logo nos primeiros dias, antes mesmo do aparecimento dos sintomas.

O laudo é liberado em até 6 dias úteis após a chegada da amostra em nosso laboratório.

Sim, basta entrar em contato com nossa Central de Atendimento através do telefone 4007-2365 e agendar uma coleta domiciliar no dia e horário desejados.

A coleta do material para análise é feita através de swab nas narinas e na garganta. Não é necessário fazer nenhuma preparação especial para a coleta.

Consulte nossa Central de Atendimento através do telefone 4007-2365 para verificação do valor do teste para a sua região.

Não. Os testes sorológicos de IgG, IgA e IgM fornecem informações sobre a detecção da resposta imune do organismo à presença do vírus através da pesquisa de anticorpos/imunoglobulinas. Um teste de diagnóstico molecular (RT-PCR) deve ser considerado para diagnosticar ou descartar a infecção atual.

.

Se uma pessoa foi exposta à SARS-CoV 2, a pesquisa de anticorpos/imunoglobulinas (IgA, IgM e IgG) é a mais indicada para a detecção da resposta imune do organismo à presença do vírus.

Os testes sorológicos são indicados aos indivíduos que estejam assintomáticos no mínimo há 10 dias após a exposição a SARS-CoV-2, ou no mínimo há 7 dias após os sintomas. Se uma pessoa foi exposta à SARS-CoV-2, a detecção da resposta imune do organismo à presença do vírus é feita através da pesquisa de anticorpos/imunoglobulinas (IgA, IgM, IgG).

A presença de IgG no SARS-COV-2 indica que o paciente apresentou uma resposta imune ao vírus. Embora a resposta imune possa proteger contra a infecção, isso ainda não foi estabelecido. Um estudo em animais com SARS CoV-2 demonstrou imunidade protetora após a infecção e um estudo inicial em humanos demonstrou o desenvolvimento de respostas protetoras de anticorpos neutralizantes em indivíduos infectados com SARS-CoV-2. Também não se sabe quanto tempo os anticorpos contra o vírus protegerão alguém. Os cientistas estão realizando pesquisas para responder a essas perguntas

A resposta do anticorpo ao SARS-CoV-2 geralmente começa com a detecção de IgM e IgA primeiro, seguida pela IgG mais duradoura e mais especifica. Os dados sugerem que os anticorpos IgG podem ser detectados 10 dias após a exposição à SARS-CoV-2 ou após o início dos sintomas. No entanto, algumas pessoas não geram anticorpos IgG detectáveis após a infecção, devido a um distúrbio imunológico subjacente, imunossupressão ou outros motivos. Além disso, uma resposta imune individual pode variar na velocidade e na força da produção de IgG com base na dose infecciosa ou na carga viral após a exposição ao SARS-CoV-2.

A utilização de exames sorológicos para o diagnóstico da Covid-19 complementa o diagnóstico inicial baseado em técnicas para a detecção direta do patógeno, como a RT-PCR. A partir dos exames sorológicos é possível identificar pacientes que tiveram contato com o vírus, possibilitando identificar infecções assintomáticas ou com sintomas brandos e negativas em testes anteriores. Os exames sorológicos não devem ser utilizados para diagnosticar infecção por SARS-COV-2. Pessoas com sintomas devem ser avaliadas com um ensaio molecular (RT-PCR).

Não. Um resultado negativo para o SARS-CoV-2 por métodos imunológicos não exclui a possibilidade de infecção, principalmente nas fases iniciais da doença, quando o PCR é o mais indicado. Procure orientação médica.

Utilizamos a metodologia ELISA que possibilita a detecção sensível e específica dos anticorpos IgA, IgM e IGg. Através do método ELISA (ensaio imunoenzimático) é possível pesquisar anticorpos produzidos após a infecção pela COVID-19.

Em resposta à pandemia da COVID-19 (Coronavírus), o Contraprova Diagnósticos

implementou em seu portfólio de serviços, exames diagnósticos para a detecção da SARS-CoV- 2.

Credenciado à Rede Nacional de Alerta e Resposta às Emergências de Saúde Pública, realiza análises qualitativas para a identificação da COVID-19 através dos métodos RT-PCR e Sorologia por ELISA, metodologias mais eficazes existentes e recomendadas pelos principais órgãos mundiais de saúde.

Quem Somos

O Contraprova tem mais de 10 anos de experiência em análises laboratoriais, entregando aos seus clientes resultados confiáveis e nas melhores condições do mercado.

O time científico é composto por Mestres e Doutores garantindo excelência na prestação de serviços laboratoriais.

Somos acreditados pela ISO 17.025 do INMETRO e pelo DICQ-SNA da SBAC.

Fale Conosco

  • Alameda São Boaventura - Nº 726 - Niterói - Rio de Janeiro
  • Email: faleconosco@contraprova.com.br
  • 4007-2365 Capitais (custo de uma ligação local)
  • 0800 008 2626 Demais Cidades e seguintes Estados: PI, MA, AM, PA, AP, RR

Entre em Contato

Entraremos em contato assim que possível.